Notícia

Por que a Irlanda é um lugar caro para se viver?

A Irlanda é um lugar relativamente caro para se viver em comparação aos seus vizinhos europeus. Dublin é considerada a cidade mais cara da zona do Euro pela Mercer, e tem má fama graças aos altíssimos preços dos imóveis.

No entanto, economia é um assunto complicado e há vários fatores em jogo. Entre os principais motivos pelos quais a Irlanda tem um alto custo de vida estão:

Impostos

VAT é a sigla para Value-Added Tax, um imposto cobrado sobre produtos e serviços, similar ao ICMS no Brasil. Como brasileiros, conhecemos bem o impacto dos impostos no bolso. Na Irlanda, o VAT corresponde a 23% do valor dos produtos, uma das taxas mais altas da Europa. Na Alemanha, por exemplo, a taxa é de 19%, enquanto na Suíça o valor corresponde a menos de 8%.

Além do VAT, alguns produtos como cigarros, bebidas alcoólicas e combustíveis ainda recebem uma tributação especial. A cada garrafa de whiskey, por exemplo, €12 são pagos de impostos, o que deixa a Irlanda em 2º lugar no ranking dos países com maior tributação sobre o álcool, atrás apenas da Finlândia.

Geografia

A Irlanda é um pequeno país com poucos recursos naturais, o que significa que grande parte do que a população consome deve ser importada. O fato de ser uma ilha faz com que o custo de importação seja ainda maior, devido à localização afastada.

Na maior parte da Europa o transporte pode ser feito usando trens ou caminhões, enquanto na Irlanda os produtos só chegam através de navios ou aviões. Quando os produtos chegam à Irlanda, a baixa densidade populacional e a fraca infraestrutura de transportes também dificultam a logística, o que é refletido nos preços.

Some isso à pequena população de pouco menos de 5 milhões, o que dá pouco poder de barganha à Irlanda, e você terá a fórmula perfeita para preços elevados.

Subsídios

Boa parte dos serviços básicos na Irlanda, como saúde e transporte, são oferecidos pelo setor privado e recebem pouco subsídio do governo. Famílias com filhos, por exemplo, podem ter que comprometer até 50% da renda com creche, muito acima da média de 22% da zona do Euro, segundo dados da OECD.

Salários

Mesmo sendo difícil de acreditar, os salários na Irlanda estão entre os mais altos da Europa, e o país tem um dos PIBs per capita mais altos do mundo – cerca de 78 mil dólares, 80% acima do Reino Unido. Isso se deve principalmente à presença de grandes multinacionais no país e aos altos salários do setor público. Isso não significa que todos são ricos, muito pelo contrário: a distribuição dos salários é muito desigual e quase 760 mil pessoas vivem abaixo da linha da pobreza.

Cultura

Os irlandeses podem até reclamar dos altos preços, mas dificilmente vão tomar alguma atitude à respeito. A “pão-durice” não é bem vista e não é comum ver um irlandês pechinchando, algo que é bem comum no Brasil.

A Irlanda também sofre com a chamada compo culture, ou “cultura da indenização”, onde muitas pessoas levam vantagem na justiça fazendo acusações infundadas e até fraudulentas para ganhar dinheiro. Isso faz com que o preço dos seguros na Irlanda seja altíssimo, o que reflete em muitos setores da economia. Em 2018, por exemplo, um carteiro ganhou uma indenização de €110.000 após cair das escadas, sob a justificativa de que nenhum treinamento foi dado para a atividade. A partir daí já dá pra ter uma noção do problema.

Author: Pedro Henrique Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below: