Blog

Por que os ônibus de Dublin tem dois andares?

Em Dublin, quase todos os ônibus urbanos são double-deckers, ou seja, possuem dois andares. A capital irlandesa tem a maior frota de ônibus de dois andares do mundo, atrás apenas de Londres, famosa pelos seus icônicos ônibus vermelhos.

Mas, ao contrário do que muitos pensam, os double-deckers não surgiram em Londres, mas sim em Paris, em 1853. Na época, os veículos eram movidos a cavalo, e a parte de cima geralmente era aberta e mais barata. Foi só no começo do século 20 que surgiram os primeiros ônibus motorizados.

Os double-deckers tinham muitas vantagens com relação aos ônibus convencionais: eram mais curtos, tinham mais assentos e eram melhores para manusear nas ruas estreitas e esquinas apertadas das capitais europeias.

Na Irlanda, os primeiros ônibus eram simples, de apenas um andar, mas isso começou a mudar com a chegada do Titan, modelo desenvolvido pela britânica Leyland Motors que tinha capacidade para até 58 passageiros sentados. Os Titans foram substituindo, aos poucos, os trams, que até então eram o principal meio de transporte coletivo da capital irlandesa.

O primeiro Titan, o R1, entrou em operação em 1937 na linha de número 50 (College Street – Crumlin). O modelo preservado pode ser visto no National Transport Museum da Irlanda.

Apesar do sucesso dos double-deckers, nos últimos anos o tamanho dos ônibus de Dublin vem diminuindo. Isso porque as leis de emissão de carbono da Europa mudaram, e os motores tem capacidade para menos passageiros do que antigamente. Hoje, a maior parte da frota de ônibus de Dublin é formada pelo modelo B5TL, da Volvo, que entrou em operação em 2014 e tem capacidade máxima de 95 passageiros. Ainda há, no entanto, modelos como o B9TL em operação, que podem carregar até 124 passageiros, mas estes estão com os dias contados.

Os últimos ônibus que entraram para a frota, em 2019, passaram a contar com motores híbridos, que são menos poluentes. Os novos modelos já estão em operação na linha 25 (Merrion Sq. – Lucan), e devem substituir gradualmente os modelos mais antigos nos próximos anos.

Author: Pedro H. Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below:
This site uses cookies. By continuing to browse the site you are agreeing to our use of cookies. Find out more on our privacy policy page.