Notícia

Irlandeses já são o segundo povo mais preocupado com dinheiro da Europa

Um estudo do banco digital N26 com 12 países europeus mostrou que a população da Irlanda é a segunda mais preocupada com as finanças, atrás apenas dos gregos.

Cerca de 42% dos entrevistados disseram que a situação financeira é um dos principais motivos para ansiedade no momento, comparado com 56% dos gregos, 31% dos alemães e 30% dos italianos.

A maioria dos irlandeses (73%) se sente triste, nervosa, preocupada e sob pressão quando o assunto é dinheiro, o que não é surpresa, considerando a atual situação. O desemprego subiu de 4,7% no fim de 2019 para 28,2% em maio de 2020, devido à crise do coronavírus. Mais de 600 mil pessoas perderam seus empregos e estão recebendo o auxílio financeiro do governo.

As pessoas mais preocupadas são as da faixa etária dos 45 aos 54 anos (51%). Já os jovens (entre 18 e 24 anos) estão um pouco mais tranquilos: “apenas” 30% afirmam estar preocupados.

O estudo também mostrou que muitos irlandeses não gostam do palavreado complicado que os bancos utilizam – 40% das pessoas não conseguem explicar o que são juros acumulados, por exemplo, o que é preocupante, considerando que muitos destes possuem empréstimos ou financiamentos no banco.

Outro dado relevante é o de que 55% dos irlandeses possuem uma poupança para longo prazo. Destes, 39% disseram estar guardando dinheiro para uma possível crise, e 25% estão mais otimistas, esperando que as coisas voltem ao normal em breve.

Apesar das dificuldades, muitas pessoas estão gastando menos durante a quarentena: 73% dos irlandeses estão guardando mais dinheiro do que antes, e 77% dizem ter mudado suas prioridades na hora de gastar dinheiro. Gastos com restaurante e vestuário caíram, enquanto gastos com assinaturas de streaming e delivery de comida subiram.

Os irlandeses economizam uma média de €164 por mês durante o período de isolamento, o que é considerável, porém atrás de outros países europeus, como a França (€172), Holanda (€178), Espanha (€182), Itália (€186) e Bélgica (€212).

Author: Pedro Henrique Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below: