Close sidebar
Notícia

A conturbada história do whiskey irlandês

Whiskey Ireland

A Irlanda é praticamente sinônimo de whiskey. A palavra whiskey (ou whisky) vem do gaélico uisce beatha, que significa “água da vida”. A bebida já foi uma das mais populares do mundo, passou por um longo declínio, e hoje é um dos principais produtos de exportação da Irlanda. O país exporta mais de 30 milhões de litros da bebida por ano, e as destilarias irlandesas são grandes atrações turísticas, recebendo mais de 1 milhão de visitantes em 2019.

Origem

O whiskey é uma das bebidas destiladas mais antigas da Europa, surgindo por volta do século 12. Há poucos registros sobre sua origem, mas a teoria mais aceita é a de que monges modificaram uma técnica de produção de perfumes para fabricar a bebida. O whiskey da época era diferente do que conhecemos hoje, pois não era envelhecido e tinha aromas de ervas como menta ou anis.

Popularização

A partir do século 16, o whiskey começou a ganhar fama, e a coroa britânica começou a cobrar impostos sobre a produção da bebida, o que incentivou a abertura de muitas destilarias clandestinas. No final do século 18, existiam mais de 1200 destilarias na ilha, a maioria sem licença.

A demanda no país diminuiu durante o século 19, devido à Grande Fome (1845-1849) e um movimento de abstinência promovido pela igreja. No entanto, a produção e exportação continuavam a todo vapor, e o whiskey irlandês se tornou o destilado mais popular do mundo.

Declínio

O domínio do whiskey irlandês começou a ser ameaçado pelo scotch, um whiskey de origem escocesa, produzido de forma mais rápida e barata. A competição causou grande impacto na indústria de whiskey na Irlanda, mas o pior ainda estava por vir.

No começo do século 20, eventos como a Primeira Guerra Mundial e a Guerra da Independência da Irlanda interromperam boa parte da produção e comercialização da bebida. Para piorar, em 1920 os Estados Unidos proibiram a produção, importação e venda de bebidas alcoólicas por muitos anos. Durante este período, falsificações do whiskey irlandês se tornaram comuns, prejudicaram a imagem da bebida.

Por fim, uma guerra comercial com o Reino Unido fez o que era ruim ficar ainda pior, fechando o mercado para países do império como Canadá, Índia e Austrália.

Recuperação

No início da década de 60, apenas três destilarias irlandesas haviam sobrevivido – John Jameson & Son, John Power & Son e a Cork Distilleries Company – que juntaram esforços e formaram uma única empresa, a Irish Distillers Group, em 1966. O evento marcou o início da recuperação do whiskey irlandês

Na década de 80, novas destilarias começaram a surgir e o Irish Distillers Group foi vendido a uma empresa francesa, que investiu no marketing da bebida no exterior. Desde então, o whiskey irlandês vem crescendo, sendo um dos destilados que mais crescem em vendas no mundo. O mercado de whiskey dá emprega mais de 750 pessoas na Irlanda e suporta outros 4.200 empregos na agricultura e outros setores da economia.

Author: Pedro H. Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below:
This site uses cookies. By continuing to browse the site you are agreeing to our use of cookies. Find out more on our privacy policy page.