Notícia

Tudo que você precisa saber sobre dirigir na Irlanda

Apesar de pequena, a Irlanda está repleta de lugares incríveis para conhecer, muitos deles apenas acessíveis de carro. Há diversas rotas famosas, entre elas a Wild Atlantic Way, um percurso de 2500 km pela costa oeste, passando por nove condados e lugares belíssimos ao longo do caminho.

Caso você esteja planejando pegar a estrada e desbravar este país incrível, separamos alguns itens para você ficar atento antes de pegar a estrada. Confira:

Mão inglesa

Não custa lembrar que a Irlanda utiliza a mão inglesa, ou seja, é tudo ao contrário do Brasil, inclusive o carro. O volante fica do lado direito e o motorista troca a marcha com a mão esquerda, o que pode “bugar” o cérebro de muita gente. Os pedais, pelo menos, são iguais ao Brasil.

Ao fazer curvas, lembre-se da regra: curvas fechadas para a esquerda, e curvas abertas para a direita. Além disso, a ultrapassagem deve ser feita sempre pela direita, e as rotatórias são percorridas no sentido horário. Por isso, é importante que você se sinta seguro antes de pegar a estrada para uma viagem mais longa.

Navegação

A maioria das locadoras de carro cobram um preço alto para locação do GPS, mas você pode usar seu celular tranquilamente como dispositivo de navegação, sem pagar nada por isso. O Google Maps permite que você baixe mapas de uma região para que a navegação funcione mesmo sem internet. No entanto, para viagens mais longas, há aplicativos melhores, como o HERE WeGo e o Maps.me, que permitem baixar os mapas do país inteiro para não gastar seus dados de celular.

Rotatórias

Na Irlanda há muitas rotatórias, muitas com mais de uma faixa. Assim como no Brasil, sempre dê a preferência para quem já está nelas, e saiba com antecedência qual saída você vai pegar. Imagine a rotatória como um relógio: se a saída estiver entre as 6h e 12h, fique na faixa da esquerda; se a saída estiver entre as 12h e 6h, fique na faixa da direita.

Pedágios

onze estradas com pedágio na Irlanda. Todas elas aceitam pagamento com dinheiro, com exceção da M50, em Dublin, que funciona com um sistema de câmeras que registram a placa do veículo automaticamente, sem precisar parar. Para pagar a tarifa do pedágio, é preciso ter uma Toll Tag no veículo (caso o carro seja alugado, informe-se com a locadora no momento da retirada). Também é possível pagar o pedágio da M50 através deste site, antecipadamente ou até as 20h do dia seguinte, caso não queira ganhar uma multa.

Abastecendo

Como é comum nos EUA e no resto da Europa, os postos de combustíveis são self-service, ou seja, não há frentista, e você mesmo deve abastecer o carro. Fique atento ao tipo de combustível que o veículo utiliza (gasolina ou diesel), já que colocar o combustível errado pode dar um problemão! Na maioria das vezes, a cor do bocal corresponde a cor do tanque (preto para diesel, verde para gasolina).

Quando alugar um carro, por via de regra, o tanque já vem cheio e você deve devolvê-lo cheio. Algumas locadoras, no entanto, oferecem a possibilidade de devolver o carro com tanque vazio através do pagamento de uma taxa. Não aceite a oferta, já que quase sempre o valor é desvantajoso para o cliente.

Estacionamento

A facilidade e o custo de estacionar é proporcional ao tamanho da cidade. Em Dublin, será difícil e caro. Já nas cidades pequenas do interior, é fácil encontrar estacionamento gratuito na rua. Em algumas cidades, há estacionamentos públicos ou parquímetros nas ruas. Por isso, tenha sempre algumas moedas e dinheiro vivo com você, pois nem todos aceitam cartão.

Ao estacionar na rua, fique atento às sinalização. Quando há uma faixa amarela paralela à calçada, significa que o estacionamento é restrito, e quando há duas, significa que o estacionamento é proibido. Além disso, nunca estacione em faixas de ônibus, a não ser que a sinalização permita em um determinado horário.

Sinalização

A maioria das placas estão em inglês e gaélico, e as distâncias e velocidades são medidas em quilômetros. Caso cruze a fronteira para a Irlanda do Norte, as informações estarão em milhas.

O limite de velocidade varia de acordo com o tipo de estrada: 120 km/h nas motorways (M), 100 km/h nas estradas nacionais (N), 80 km/h nas estradas regionais (R) e 50 km/h dentro do perímetro urbano.

Costumes

Caso esteja dirigindo por uma estrada rural pouco movimentada e um estranho abana para você, não se assuste, isso é comum. Além disso, caso você mude de faixa para dar lugar para o carro de trás passar, e ele responder com um sinal de luz, isso significa “obrigado”. Caso veja alguém na direção oposta dando sinal de luz, significa que há algum perigo na frente, ou algum controle de velocidade.

Infrações

A Irlanda tem um sistema de pontos parecido com o Brasil. Caso você tenha uma carteira de habilitação estrangeira e ganhe pontos de infração, um registro será criado e seus pontos serão contabilizados. Se você acumular 12 pontos no período de 3 anos, você perderá o direito de dirigir na Irlanda.

As infrações mais comuns custam de €80 a €120 e rendem de 2 a 3 pontos na carteira. O infrator tem 28 dias, a partir da emissão do aviso, para pagar a multa. Caso não pague em 28 dias, o valor aumenta em 50%. No caso de carros alugados, a locadora geralmente encaminha a infração ao cliente, ou cobra diretamente do cartão de crédito utilizado na reserva.

Author: Pedro Henrique Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below: