Notícia

Por que Dublin não tem metrô?

Apesar de contar com trens suburbanos (DART), trens de superfície (LUAS) e um bom sistema de ônibus, Dublin ainda não tem um sistema de metrô subterrâneo como a maioria das outras capitais europeias.

Apesar de contar com trens suburbanos (DART), trens de superfície (LUAS) e um bom sistema de ônibus, Dublin ainda não tem um sistema de metrô subterrâneo como a maioria das outras capitais europeias.

Na verdade, a construção do metrô está planejada para começar em 2021, com conclusão prevista para 2027. O MetroLink, como o projeto é chamado, terá uma linha que irá do St. Stephen’s Green até Swords, no norte de Dublin, passando pelo aeroporto. A maior parte do trajeto de 26km será por cima do solo, sem túneis, enquanto 12km serão subterrâneos. O custo estimado da construção é de 3 bilhões de euros.

Na verdade, a construção do metrô está planejada para começar em 2021, com conclusão prevista para 2027. O MetroLink, como o projeto é chamado, terá uma linha que irá do St. Stephen’s Green até Swords, no norte de Dublin, passando pelo aeroporto. A maior parte do trajeto de 26km será por cima do solo, sem túneis, enquanto 12km serão subterrâneos. O custo estimado da construção é de 3 bilhões de euros.

Mas a pergunta que não quer calar é: por que Dublin demorou tanto tempo para ter um metrô, enquanto cidades como Londres e Glasgow inauguraram os seus há mais de 120 anos?

Em primeiro lugar, a Irlanda era um país relativamente pobre até a década de 80. A situação econômica da Irlanda melhorou muito desde então, e o projeto vem sendo discutido desde o início dos anos 2000, mas um projeto de infraestrutura como este geralmente recebe menos prioridade do governo do que investimentos essenciais, como em saúde e educação.

Em segundo lugar, o solo de Dublin é muito rochoso, o que tornaria a escavação dos túneis ainda mais cara e demorada. Londres, em comparação, tem um solo muito mais fácil de escavar.

Em terceiro lugar está a política. Grande parte do poder político da Irlanda se concentra nas áreas rurais, deixando Dublin (que tem cerca de ⅓ da população) com influência relativamente fraca no governo. Além disso, projetos que levam muitos anos ou décadas para ficarem prontos pouco beneficiam os políticos, que preferem obras que estejam prontas a tempo das eleições.

O projeto também é muito polêmico, já que vai exigir a desocupação e destruição de algumas casas e a disrupção do serviço do LUAS durante a construção.

Por fim, discute-se muito o verdadeiro benefício de um metrô para a cidade. Cidades com tamanho similar ao de Dublin, como Baltimore e Cleveland, nos EUA, sofrem com baixa utilização do serviço de metrô e altos custos de operação, não justificando o alto investimento gasto na construção. Dublin, no entanto, viu sua população aumentar muito nos últimos anos, e o metrô pode beneficiar áreas que cresceram rapidamente, como Fingal, além de atender a demanda dos milhões de passageiros que chegam ao Aeroporto de Dublin.

Author: Pedro Henrique Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below: