Notícia

Por que celebramos o St. Patrick’s Day? Tudo sobre a principal festa irlandesa

O dia 17 de março é dedicado a St. Patrick – ou São Patrício, em português – santo padroeiro da Irlanda. Segundo registros, ele nasceu na Grã-Bretanha e, quando tinha 16 anos, foi sequestrado por piratas irlandeses e mantido como escravo durante seis anos. 

Depois de fugir, voltou para casa e tornou-se padre, mas foi na Irlanda que passou a maior parte da sua vida. St. Patrick foi o grande responsável por popularizar o Cristianismo no país, convertendo os pagãos irlandeses e construindo igrejas até a data da sua morte, no dia 17 de março de 461.

A data da sua morte tornou-se uma celebração do Cristianismo e das tradições irlandesas no geral. Não se sabe ao certo quando as festividades começaram, mas a forma como a data é celebrada foi muito influenciada pela grande quantidade de irlandeses que migraram para os Estados Unidos a partir do século 18.

A primeira parada na Irlanda aconteceu no ano de 1903, na cidade de Waterford. Porém até o final do século 20, as maiores festas aconteciam fora da Irlanda, sendo organizadas pelos imigrantes irlandeses que deixaram o país.

As celebrações do St. Patrick’s Day geralmente envolvem grandes paradas públicas, festivais de música, além de roupas, comidas e bebidas de cor verde. Aqueles que não se vestem de verde recebem uma beliscada.

Símbolos do St. Patrick’s Day

Shamrock – Segundo a lenda, St. Patrick utilizava o shamrock – trevo de três folhas – para explicar a Santíssima Trindade aos moradores da ilha: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. No entanto, o número três já tinha um significado sagrado antes mesmo da chegada de St Patrick, sendo um número sagrado no folclore celta.

Tradicionalmente, um trevo é colocado no fundo de um copo, que é enchido com cerveja, whiskey ou sidra. Um brinde é feito em honra a St. Patrick, a Irlanda e a todos os presentes na celebração. O trevo é comido no final ou colocado sob o ombro para dar sorte.

Desde 1952, também é tradição o Taoiseach (Primeiro Ministro) presentear um vaso de trevos ao presidente dos Estados Unidos a cada St. Patrick’s Day.

Leprechaun – Com origem no folclore celta, os leprechauns são criaturas solitárias, responsáveis por fabricar e consertar os sapatos das fadas. Diz a lenda que eles guardam um pote de ouro no final do arco-íris, e caso sejam capturados por um humano, oferecem a chance de realizar três desejos em troca da sua liberdade. O símbolo foi popularizado após o uso da figura em filmes e desenhos em meados do século 20.

Cruz celta – Para converter os pagãos irlandeses em cristãos, acredita-se que St. Patrick tenha juntado a cruz cristã com a cruz solar, um importante símbolo pagão. Diz a lenda que a combinação representa a supremacia de Cristo sobre o sol, que era adorado pelos pagãos.

Comidas e bebidas do St. Patrick’s Day

Ao contrário do que muitos pensam, a Irlanda tem uma culinária própria e muitos dos pratos típicos são preparados durante o St. Patrick’s Day. Além de diversas receitas com batata e repolho, alguns dos pratos mais tradicionais incluem:

  • soda bread, o tradicional pão irlandês, fermentado com bicarbonato de sódio ao invés de levedura;
  • corned beef, um prato de carne bovina curada com grãos de sal (corn, em inglês) e cozido lentamente, geralmente servido com repolho;
  • apple cake, tradicional torta de maçã preparada com creme à base de leite e ovos.

É claro que não podem faltar as tradicionais bebidas irlandesas, como a cerveja Guinness e o whiskey.

Uma das razões pelas quais se bebe muito é porque a data cai no meio do período da quaresma, no qual os cristãos faziam jejum e não consumiam álcool em respeito ao martírio de Jesus. No entanto, no St. Patrick’s Day a igreja abre uma exceção, por isso a bebedeira é liberada.

Author: Pedro Henrique Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below: