Notícia

Os golpes mais comuns na Irlanda – Saiba como se proteger

online-scams

Estudantes internacionais estão entre as principais vítimas de golpes e fraudes na Irlanda. Segundo o ICOS (Conselho Irlandês para Estudantes Internacionais), muitos criminosos usam a obtenção do visto e a busca por apartamentos como contexto para enganar estrangeiros, resultando em prejuízos e muitos transtornos. Saiba como se proteger e como evitar este tipo de situação.

Ligações falsas

Há diversos registros de estudantes que recebem ligações de um indivíduo que afirma ser do INIS, o serviço de imigração da Irlanda. Na maioria das vezes, é dito que o estudante precisa pagar uma “taxa administrativa” ou “taxa de processamento”, o que não existe. Em alguns casos, o indivíduo diz que o estudante será deportado no mesmo dia, a não ser que um pagamento seja feito imediatamente em uma determinada conta fora do país.

Ainda que a ligação pareça legítima, é importante saber que o INIS nunca entra em contato com telefone para solicitar pagamentos. Além disso, qualquer pessoa que corra risco de deportação é notificada com antecedência através de um documento oficial enviado pelos correios.

Caso receba uma ligação deste tipo, não passe nenhum tipo de informação pessoal pelo telefone, nem confirme as informações que são ditas sobre você. Não faça qualquer pagamento sem antes entrar em contato com as autoridades para verificar a veracidade da informação. Além disso, é importante registrar uma ocorrência na polícia, pois isso ajuda na investigação contra os criminosos.

E-mails falsos

Além das ligações, também há registros de e-mails fraudulentos com assinatura e logotipo do INIS, solicitando informações como endereço, e-mail, telefone e número do passaporte. Além de roubar dados sigilosos, os criminosos também podem solicitar pagamentos, alegando que haverá sérias consequências caso o valor não seja pago, como deportação ou suspensão do visto.

Neste caso, não responda o e-mail e denuncie imediatamente à polícia. Caso tenha dúvidas sobre a veracidade do e-mail, contate o INIS, o ICOS ou sua escola para obter ajuda. Além disso, evite abrir os links e anexos do e-mail, pois eles podem conter vírus e outros softwares maliciosos.

Muitos criminosos também se aproveitam da alta procura e dos altos preços dos imóveis em Dublin para aplicar golpes. É preciso ter muito cuidado ao procurar e reservar acomodação, já que nem sempre as fotos e a descrição do imóvel condizem com a realidade. Alguns golpistas criam cópias de anúncios verdadeiros, utilizando as mesmas fotos, mas e-mail e telefone diferentes. Assim, quando o interessado entrar em contato, eles arranjam alguma desculpa para não mostrar o imóvel, e propõem enviar as chaves – falsas, é claro – em troca de um pagamento.

Em outros casos, criminosos alugam um imóvel, e anunciam o mesmo imóvel em sites de classificados. Ao encontrar interessados, os golpistas coletam o pagamento da caução e do primeiro mês de aluguel e somem com o dinheiro, ou trocam as chaves.

Para evitar este tipo de situação, a CCPC (o Procon da Irlanda) recomenda visitar o imóvel pessoalmente e exigir um contrato de locação. Além disso, desconfie de anúncios muito baratos ou de proprietários que arranjam desculpas para não encontrá-lo. Se for realizar algum pagamento, utilize métodos rastreáveis como transferência bancária ou sites como PayPal.

A ONG Threshold também fornece orientações e dicas para evitar golpes e fraudes na procura por moradia.

Author: Pedro H. Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below:
This site uses cookies. By continuing to browse the site you are agreeing to our use of cookies. Find out more on our privacy policy page.