Notícia

Mãe importa mais de 1,5 quilos de cocaína para a Irlanda e é presa

Hyonaru Moreno foi sentenciada a dois anos e meio de prisão.

Uma jovem mãe, pegue contrabandeando mais de 1,5 kg de cocaína dentro do seu corpo, foi condenada a dois anos e meio de prisão.

A brasileira Hyonaru Moreno, 26 anos, foi parada na alfândega da Irlanda após demonstrar um comportamento suspeito, motivo pelo qual a Gardái, força policial estadual do país, foi cionada.

Mediante interrogação, a jovem mãe leu uma declaração falsa acerca da sua estada planejada na Irlanda, conforme foi constatado hoje, durante audiência no Tribunal Penal de Dublin.

Apurou-se que a brasileira carregava em seu corpo, incluindo sua genitália, cerca de 37.000 euros em cocaína. Moreno, que possui endereço em São Paulo, declarou-se culpada por posse de drogas com objetivo de venda em junho deste ano. A ré não possui antecedentes criminais.

Ao proferir a sentença, o juiz Martin Nolan afirmou que Moreno se envolveu em  “fuga motivada por desespero” com objetivo financeiro, além de frisar que este já era o segundo caso semelhante naquela semana. 

“A menos que alguém esteja desesperado, não correria tal risco”, relatou. Ele também mencionou que a brasileira possui dois filhos no Brasil, de quem sente falta, e que como uma estrangeira com um conhecimento limitado de inglês, provavelmente não teria uma boa experiência na prisão.

Grace Daly, membro da Gardái, afirmou a Joseph Barnes, promotor, que Moreno foi parada por funcionários da alfândega que analisavam perfis suspeitos de pessoas vindas do Brasil.

Barry White, advogado de defesa, sustentou que sua cliente foi persuadida a ir para a Irlanda. Ele ressaltou que ela foi informada que deveria contrabandear drogas apenas algumas horas antes do voo, além de informar que Moreno é mãe solteira de dois filhos, um de dez e outro de oito, tendo tido o primeiro aos 16 Anos.

“O que temos aqui é uma mula ingênua”, disse White ao tribunal. “Ela lamenta o que fez e está disposta a receber a punição que o tribunal julgar adequada, assim como está ansiosa para retornar para seus filhos.”

Author: Thiago

Mudei-me para a Irlanda 2012. Trabalho como administrador de empresas e viajo muito para a Europa com meu trabalho. Gosto de escrever e de atletismo durante minhas férias e tento visitar amigos e familiares todos os anos no Brasil.
or connect on social media below: