Notícia

Coronavírus na Irlanda: o que você precisa saber

Qual é a atual situação na Irlanda?

O primeiro caso foi confirmado no dia 29 de fevereiro. Desde então, 683 casos já foram confirmados na Irlanda. Apenas 3 mortes foram associadas ao vírus. – Atualizado em 20/3

Cerca de 80% dos casos de Covid-19 não demonstram sintomas graves. Apenas 6% dos casos são considerados críticos. Segundo dados compilados pelo Worldometer, a média de mortalidade do vírus ao redor do mundo é de 4%, sendo maior entre mais idosos, e menor entre os mais jovens.

No dia 16 de março, o primeiro-ministro Leo Varadkar disse que espera um aumento de 30% no número de casos a cada dia nas próximas semanas.

Quais lugares estão fechados?

O governo anunciou o fechamento de creches, escolas e universidades. Algumas universidades, como a Trinity College Dublin, estão transmitindo suas aulas online.

Bares e pubs também estão fechados desde o dia 15 de março até, pelo menos, dia 29 de março.

O McDonald’s anunciou que seus restaurantes continuarão funcionando, mas oferecendo apenas pedidos para takeaway, drive-thru ou delivery.

A rede de supermercados Aldi reduziu o horário de funcionamento, passando a abrir das 9h às 20h a partir do dia 20 de março. Além disso, um horário exclusivo para idosos foi estabelecido entre as 11h e 13h.

A maioria das igrejas também suspenderam as missas, e algumas estão transmitindo as cerimônias ao vivo através do rádio ou internet. O Santuário de Knock permite até mesmo acender uma vela através do seu site.

Paradas de St. Patrick’s Day foram canceladas ou adiadas ao redor do país. Em Dublin, esta é a primeira vez que isso acontece desde 2001, quando houve uma epidemia de febre aftosa.

Desde que medidas mais drásticas foram anunciadas na sexta-feira, dia 20 de março, eventos e aglomerações de pessoas estão proibidos em todo o país.

Grandes eventos esportivos também foram cancelados, como a final do campeonato de rugby Six Nations. As principais associações da Irlanda – GAA, FAI e IRFU – também suspenderam todos os jogos. A Euro 2020, grande campeonato de seleções europeias da UEFA, foi adiada para 2021mc.

planos de redução nos horários de transporte público para o Sábado e Domingo, mas nada foi confirmado ainda. A medida está sendo discutida pelo Departamento de Transporte e a Autoridade Nacional de Transporte (NTA).

Muitos vôos, principalmente com origem e destino nos países mais afetados, como a Itália, foram cancelados. Os turistas irlandeses que se encontram na Espanha tem até o sábado, dia 21 de março, para voltar ao país.

As fronteiras da Irlanda ainda não foram fechadas, mas a União Europeia concordou em fechar todas as suas fronteiras externas por pelo menos 30 dias até que a situação estabilize.

O que o governo está fazendo?

Já foram montados 19 centros de teste em todo o território nacional, e há planos para a abertura de novos centros nos próximos dias. Além disso, o governo tem planos de abrir centros de avaliação ao redor do país, onde médicos examinarão e darão recomendações sobre a doença.

O HSE – departamento de saúde da Irlanda – disse que adquiriu 300 novos respiradores, além dos 500 que já possuíam, para unidades de tratamento intensivo. A cada semana, 100 respiradores adicionais foram prometidos.

Acordos estão sendo feitos entre o governo e os hospitais privados para o uso dos leitos e equipamentos para pacientes do sistema público.

A iniciativa On Call for Irelandrecebeu mais de 40 mil aplicações de médicos e profissionais da saúde que gostariam de ajudar no combate da doença no sistema público de saúde.

O governo também pediu para os bancos serem flexíveis com tomadores de empréstimos e desempregados devido a epidemia, já que a situação econômica de muitos irlandeses está fragilizada. Há inclusive a possibilidade de suspender por 3 meses os pagamentos, mas o Ministro das Finanças recomenda entrar em contato com o banco para consultar as condições de cada caso.

Fui demitido por causa do coronavírus, o que fazer?

O Departamento de Assuntos Trabalhistas e Proteção Social do governo irlandês está oferecendo um benefício para funcionários e trabalhadores autônomos que perderam seu emprego ou tiveram sua carga de trabalho reduzida durante a epidemia.

O benefício tem valor semanal de €203 e será pago por um período de seis semanas. Qualificam-se para o benefício pessoas que tenham entre 18 e 66 anos de idade, incluindo estudantes. Titulares de vistos Stamp 2 e Stamp 4 também podem solicitar o benefício. Informações sobre como solicitar o pedido estão disponíveis neste site.

Estima-se que cerca de 140 mil pessoas tenham sido dispensadas do trabalho devido às medidas de contenção da epidemia. Este número inclui cerca de 70 mil funcionários de restaurantes, 50 mil funcionários de pubs e bares, e 20 mil funcionários de creches.

Como ficam os vistos para a Irlanda?

Nenhuma suspensão na emissão de vistos foi anunciada pelo DFA – o Departamento de Relações e Comércio Exterior.

Vistos que estão venceriam entre os dias 20 de Março e 20 de Maio serão automaticamente estendidos por dois meses. Os escritórios do INIS em Burgh Quay, em Dublin, serão fechados pelas próximas semanas, e pessoas que tinham agendamentos antes do dia 20 de Maio serão contatadas pelo Immigration Service Delivery. As medidas também valem para outros pontos de registro, como delegacias e escritórios locais de imigração.

O que fazer caso tenha sintomas?

Caso você tenha alguns dos sintomas da doença, a recomendação é ficar em isolamento total e ligar para o seu médico imediatamente. Não vá a farmácia, clínica ou hospital. O médico fará uma avaliação pelo telefone e, caso necessário, agendará um exame. A espera pelo resultado é de 3 a 4 dias, segundo o HSE.

Um acordo recente entre o governo e os médicos isenta os pacientes de qualquer custo na avaliação de suspeitas da doença, sejam pacientes públicos ou privados.

Além disso, o governo irlandês anunciou que os trabalhadores que tenham sido diagnosticados com o Covid-19 ou que tenham que manter-se em quarentena por instrução médica terão direito a licença médica no valor de €305 por semana. Informações sobre como solicitar o benefício estão disponíveis neste site.

Vítimas que se recusarem a ficar em isolamento estarão sujeitas a prisão, após decisão tomada pelo parlamento na sexta-feira, dia 20 de março.

O que posso fazer para ajudar?

No momento, não há muito o que fazer a não ser respeitar as recomendações do governo de distanciamento social, principalmente com pessoas do grupo de risco, como idosos e pessoas com doenças crônicas. Caso demonstre algum dos sintomas, é prudente ficar em casa e ligar imediatamente para o médico. Alguns hábitos simples, como lavar as mãos com frequência e evitar tocar no rosto, também são muito eficazes no combate à doença.

Há muitos relatos de consumidores em pânico comprando grandes quantidades de papel higiênico e outros produtos, o que pode levar alguns supermercados à falta do produto e deixar quem realmente precisa sem.

Além disso, há um site onde pessoas podem pedir socorro ou oferecer ajuda aos que estão em isolamento. As mensagens são mostradas em um mapa e contemplam vários tipos de ajuda, como ir ao mercado ou doar remédios para quem precisa.

Author: Pedro Henrique Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below: