Notícia

A história por trás de Moore Hall, a mansão que pegou fogo em 1923

moore hall

Moore Hall é uma antiga mansão situada às margens do Lago Carra, no condado de Mayo. O pitoresco local, que hoje está em ruínas, é muito frequentado por turistas e serve de cenário para filmes e ensaios fotográficos. A casa, que foi incendiada durante a Guerra Civil Irlandesa, está cercada de histórias e lendas sobrenaturais.

A propriedade pertencia à George Moore, um comerciante de vinhos irlandês que fez fortunas na Espanha. Após se aposentar, decidiu voltar à Irlanda e construir Moore Hall, entre 1792 e 1795. Diz a lenda que a área era malfadada pois um druida (sacerdote pagão de grande influência política) havia sido morto no local nos anos de 400 d.C. Mesmo assim, George ignorou os avisos e escolheu o local para construir sua casa por causa da bela vista do lago. Moore Hall era considerado um símbolo de status e sucesso, empregando muitos serventes locais.

Coincidência ou não, poucos anos após mudar-se para Moore Hall, George sofreu um derrame, ficou cego e morreu, aos 70 anos. Seu filho, John Moore, morreu um mês depois, aos 32 anos. A casa foi herdada pelo neto, George Henry, e sua família, que morou no local até o incêndio, em 1923.

A casa foi incendiada por republicanos que, na época, viam a família como apoiadores do tratado anglo-irlandês – o acordo firmado com o Reino Unido que deu fim à Guerra da Independência e separou a Irlanda do Norte do resto da Irlanda. O incêndio foi uma grande perda para a região, já que a família ajudou a população durante a Grande Fome e teve grande importância na conquista da independência. Moore Hall foi apenas uma das cerca de 270 casas incendiadas pelos republicanos durante a revolução.

Hoje, Moore Hall é um lugar belo e tranquilo durante o dia, mas aterrorizante à noite. Há relatos de pessoas que entraram na casa e ficaram trancadas, sem conseguir sair. Alguns dizem que crianças morreram lá e que é possível ouvi-las rindo ou gritando à noite.

Em 2018, a propriedade foi comprada pelo condado de Mayo e será transformada em patrimônio histórico, aberto aos visitantes.

Você teria coragem de se aventurar em Moore Hall?

Author: Pedro H. Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below:
This site uses cookies. By continuing to browse the site you are agreeing to our use of cookies. Find out more on our privacy policy page.