Notícia

Irlanda cai 4 posições na lista de melhores países para startups

Segundo estudo da StartupBlink, a Irlanda caiu quatro posições na lista de melhores países para startups – pequenas empresas do setor de tecnologia – ficando em 18° lugar no ranking global.

Dublin, conhecida por ser um dos principais polos de tecnologia da Europa, caiu 10 posições e saiu da lista das 50 melhores do mundo, ficando em 54° lugar.

Outras cidades irlandesas também despencaram no ranking global: Galway (313°), Cork (432°) e Limerick (605°) tiveram mau desempenho no último ano. A única cidade que melhorou de posição foi Waterford, subindo para o 754º lugar. Belfast, na Irlanda do Norte, também fez bonito, subindo 83 posições e ocupando o 174º lugar no ranking.

Entre os motivos para o desempenho ruim da Irlanda está a presença de gigantes da tecnologia, como Google, Microsoft e Facebook, o que desmotiva pequenos empreendedores a abrirem seus próprios negócios. Muitos talentos também saem da Irlanda para abrirem suas empresas, como os irmãos Collison, fundadores da Stripe, uma startup de pagamentos pela internet. Os irlandeses fundaram a empresa em Palo Alto, na Califórnia, e hoje já é avaliada em mais de 22 bilhões de dólares.

Para os autores do estudo, “a falta de atrativos para ficar e expandir startups no ecossistema irlandês resulta na falta de unicórnios, o que por sua vez resulta em um baixo nível de investimento. O termo “unicórnio” é usado para denominar as startups que ultrapassam a cifra de 1 bilhão de dólares em valor de mercado. Nenhuma startup da Irlanda conseguiu atingir o status de unicórnio até hoje.

Estados Unidos, Reino Unido, Israel, Canadá e Alemanha foram os países mais bem colocados na lista de melhores países para startups. Entre as cidades, São Francisco, Nova York, Londres, Boston e Los Angeles estão entre as líderes. A lista completa pode ser visualizada no site da StartupBlink, informando seu endereço de e-mail.

Author: Pedro Henrique Moschetta

Trabalho com marketing digital e morei por dois anos na Europa. Gosto de escrever sobre viagens, negócios e entretenimento, além de compartilhar dicas e conselhos para brasileiros que moram fora do país.
or connect on social media below: